O verdadeiro perigo

Certamente o mais perigoso estado de consciência no mundo é a ideia de estar “certo” – especialmente quando estamos certo em uma determinada situação. Por que é tão perigoso? Porque quando estamos verdadeiramente certos em um argumento, nos damos o direito de justificar nossa raiva, frustração, nossa intolerância e todas as nossas reações emocionais em relação aos erros crassos dos outros.

E é assim que postergamos a redenção do mundo.

Por algum motivo, não conseguimos captar essa verdade vital kabalística: este mundo não se resume em estar certo ou errado. Estamos neste mundo para encontrar e arrancar as nossas próprias respostas egocêntricas, raiva, frustração e reação às circunstâncias que acontecem diante de nossos olhos.

Por quê?

Todas essas emoções são o Oponente, a força chamado Satan. Viemos a este mundo para vencê-lo. Para derrubar essa consciência reativa. Simples assim. Nós não viemos ao mundo para sermos inteligentes, corretos, sábios e brilhantes. Passamos nossas vidas inteiras na escola, ensino médio, faculdade e nos desenvolvemos intelectualmente, aprendemos ofícios, nos tornamos mais qualificados sobre a vida e nossas carreiras. Mas nós não aprendemos o sentido da vida, e é por isso que sofremos. O sentido da vida é encontrar nossa consciência negativa. Simples assim. Repita isso várias vezes. Quanto mais rápido compreendermos essa mensagem, mais rápido atingiremos a transformação do mundo e traremos uma felicidade sem fim, prazer e deleite para todos nós.

Quando estamos bem, quando nos comportamos bem em relação aos outros, quando estamos corretos em nossas situações e encontramos uma solução, não criamos escuridão, mas também não criamos Luz. Isso mesmo, o nosso comportamento positivo não cria Luz neste mundo.

A Luz somente é criada quando encontramos o nosso ego interior, nossos demônios interiores, nossas reações negativas em relação à vida. Quando encontramos essas características desagradáveis, e nos empenhamos para superá-las, ASSIM, e somente ASSIM, um raio de Luz brilha no mundo.

A força chamada Satan nos dá o direito de estar CERTO em um argumento, ao colocar os defeitos das outras pessoas – especialmente nossos amigos e inimigos – bem na nossa cara para que possamos ficar remoendo o quão certo nós estamos e o quão errado eles estão, tudo em nome de uma boa causa, da mesma forma de achar que estamos fazendo algo bom pro mundo. Mas simplesmente é uma perda de tempo. Porque nós precisamos nos concentrar apenas em olhar para dentro de nós mesmos NÃO IMPORTA A SITUAÇÃO.

Esta é a única razão pela qual ainda não trouxemos a redenção. É por isso que os 24.000 alunos de Rabbi Akiva morreram. Eles eram brilhantes estudantes de Kabbalah, verdadeiros gênios, mas eles esqueceram que a única guerra é aquela dentro de nossas cabeça.

Nada se resume em estar certo.

Nada se resume na outra pessoa.

É por isso que Rav Berg diz que a maneira de transformar nossas vidas e alcançar um estado pessoal e interno de Messiah é se tornar a causa absoluta de todo o caos que vemos.

Para sermos a causa, seja qual for, especialmente nesses momentos quando estamos certos. Se a outra pessoa está completamente errada, ainda é nossa culpa.

Não é fácil.

Mas as recompensas para este tipo de “consciência de causa” são incalculáveis.

Billy Phillips

Webinar Gratuito com Billy Phillips

Jesus donkey free webinar por

Em um webinar gratuito, Billy compartilha algumas ideias e insights poderosos sobre o motivo pelo qual os ensinamentos secretos de Jesus estão surgindo neste momento da história. Billy também compartilha a resposta revelada pelos Kabalistas, incluindo uma seção censurada do Zohar que foi deletada na Idade Média.

Não enviamos nenhum SPAM. Você pode se desinscrever a qualquer momento. Powered by ConvertKit

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

You may also like...

1 Response

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*