MÁFIA PARTE 2

Terry-feature-720x340

Abaixo está a Parte Dois da história de milagres da Máfia de Shimon Sarfatti e Terry Aboujedid.

TERRY:
Poucos meses depois do incidente com Moshe e o cara da máfia Árabe (veja o artigo Máfia Árabe e o Zohar), meu irmão me chama ao telefone. “Terry, você pode vir ao escritório agora?”, disse ele. Havia tensão em sua voz. Eu perguntei o porquê. Ele disse que havia alguém em seu escritório e ele precisava de mim lá agora. Isso foi tudo o que me disse. Eu sabia que havia um problema, então eu fui.

Quando cheguei lá, tinha um cara enorme no escritório, vestindo um casaco longo. Este homem veio ao nosso escritório exigindo devolução de dinheiro ao seu patrão. Meu irmão não tinha idéia do que ele estava falando. O cara pediu para ser reembolsado em 70 mil Euros. Em seguida, ele dá ao meu irmão uma cópia de um cheque que não fora processado pelo banco. Então eu percebi o que acontecera. Duas semanas antes, o nosso banco ligara e dissera que um cheque de 5.000 Euros fora apresentado no banco de minha conta. Mas o gerente do banco não reconheceu a assinatura. Não era a minha assinatura e não era a do meu irmão. Eu disse ao banco que nunca tínhamos emitido aquele cheque.

O banco examinou a questão e descobrimos que havíamos perdido três cheques. Um cheque havia sido de cinco mil Euros. Um segundo foi de 5.000 Euros. Mas quando veio um cheque veio de 70.000 Euros, o banco recusou-se a pagá-lo. Ok, então havia se passado duas semanas e não tínhamos ouvido uma palavra do banco. E agora, duas semanas depois, esse cara enorme está em nosso escritório com a cópia do cheque e ele quer o dinheiro.

Terry-Aboujedid

Expliquei-lhe que não tínhamos emitido o cheque e não podíamos pagá-lo. Então ele disse: “Você não quer pagar?” Eu disse, “Eu não tenho o dinheiro para pagar. Por favor, deixe-me conhecer o seu chefe. “Ele sorriu. Ele disse: “Você quer se encontrar com o meu chefe? OK.” Ele disse que providenciaria um encontro naquela noite.

Era a máfia Turca.

Liguei para o meu advogado. Claro, meu advogado disse que de forma alguma eu fosse encontrá-lo. Então eu liguei para o cara e disse que eu não poderia encontrar o chefe e que eu não queria mais falar com ele. Ele disse: “OK, vamos ver o que acontece.” Ele desligou o telefone. Agora nós estávamos realmente com medo.

Na manhã seguinte, Moshe, me ligou – Moshe da história que contei antes. Moshe me disse: “Qual é o seu problema com a máfia Turca?” Eu disse, “Eu não tenho um problema.” Moshe disse que eu tinha. O chefe turco tinha chamado Moshe e lhe dado o contrato para recolher o pagamento. O contrato foi enviado para Moshe! Então Moshe vê meu nome nele e diz para o chefe turco, “Você está louco? Essa é a minha família! Não toque nesse cara.”

Foi um milagre. Dentre todas as pessoas, eles chamaram ele.

E as coisas ficam ainda mais loucas. No dia seguinte, o chefe da máfia Árabe me ligou – esse chefe era a pessoa que tinha o Zohar e que se tornou amigo de Moshe. Ele me disse: “Qual é o seu problema com os turcos?” Então, ele disse que tinham ligado para ele para colocar alguém neste caso para recolher o dinheiro. Então, o chefe Árabe disse, “Essa é a minha família, não toque nesse cara.”

E assim chegou ao fim a história do cheque. Os dois caras a quem eu tinha dado os dois Zohars foram aqueles que receberam a ligação para fazer a cobrança. Então eu percebi que eu não tinha feito nenhum favor a eles quando dei a cada um o Zohar.

Foi um favor a mim.

Quando você dá um Zohar para alguém, você está na verdade ajudando a si mesmo!

Falei com Moshe, há algumas semanas, pouco antes do Pêssach deste ano (2011). Foi a primeira vez que nos falamos em cerca de dois anos. Ele ligou para ver como eu estava. Ele me disse que está compartilhando Zohars com muitas pessoas.

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>