QUANDO A KABBALAH É PERIGOSA

Alguns dizem que a Kabbalah é perigosa.

E ela é .

Muito.

Mas só quando é ensinada por aqueles que não estão autorizados por um mestre kabalista a ensinar e compartilhar a sabedoria.

É perigoso quando a Kabbalah é ensinada por aqueles que se dizem kabalistas, mas não têm ordenação rabínica ou ordenação como um kabalista com toda a documentação necessária para provar isso. Ou se é ensinada por alguém que não observa todas as conexões espirituais e tecnologias que usamos diariamente, semanalmente, mensalmente e anualmente, sendo necessário um rabino kabalista ordenado para poder executá-los.

Claro, essa não é a minha opinião.

Rabbi Shimon diz no Zohar que se você aprender Kabbalah de alguém que não é um verdadeiro kabalista, alguém que não é um rabino com todo o mérito, autorização, os documentos e a  ordenação kabalística e rabínica para ensinar, esse indivíduo trará Escuridão para o mundo — uma escuridão além do que podemos imaginar. Isto é o que está escrito no Zohar. E isso é verdadeiramente assustador. Precisamos levar em conta que há apenas uma linhagem de Kabalistas.

Sempre existiu apenas uma linhagem de Kabalistas.

Ao longo dos séculos, muitos estudantes egocêntricos abandonaram seus professores de Kabbalah e começaram a fundar as suas próprias “escolas”. Os nomes destes falsos mestres foram esquecidos na história e apenas os nomes da única linhagem de kabalistas permanecem. Mas, em cada geração, os mesmos velhos estudantes egomaníacos trazem escuridão ao mundo. Isso acontece em nossa geração quando pessoas sequestram e roubam os ensinamentos que aprenderam com Kabalista Rav Berg e Karen Berg, ou de descendentes de Rav Ashlag e começam a sua própria “escola” para o bem da sua própria honra, sua própria satisfação e seu interesse próprio.

Os verdadeiros kabbalistas são sempre chamados de charlatões e mercenários pelos falsos e pelo status quo corrupto. Esse tem sido o padrão dissimulado e evasivo da história e é por isso que fogueiras queimaram no mundo por vinte séculos. Tudo existe ao contrário. O que é vazio, inútil e temporário é valorizado pelo mundo e o que é verdadeiro, de valor inestimável e eterno é ridicularizado pelos enganadores que tiram proveito da nossa dor.

Por favor, entenda que esta dura verdade vem do Zohar, não é minha verdade.

Estes falsos mestres de Kabbalah criam essa escuridão e derramam essa escuridão pelo mundo.

Esta escuridão, de acordo com o Zohar, causa a morte de pessoas no mundo.

Sim, esta é uma verdade convincente, provocante e contundente. Mas é a palavra do maior Kabalista da história, Rabbi Shimon, e ele escreveu no Zohar, o que significa que esta verdade é um verdadeiro raio de Luz.

UM DOS PIORES PECADOS

O Zohar diz que é um pecado absoluto abandonar seu professor de Kabbalah e ensinar sem a sua permissão por causa do perigo que causa ao mundo.

Isto é o que o Zohar diz sobre este pecado:

“Rabbi Shimon disse a todos os amigos do grupo, peço a todos vocês que não proferiram nenhuma palavras da Torá que você não tenha ouvido de uma “grande árvore” (um Kabalista letrado) e de quem não aprendeu corretamente. Para que você não seja a causa de … o assassinato de multidões de seres humanos, sem motivo! “

O Zohar continua dizendo:

“Esse é o pecado que mata seres humanos. E quem causou tudo isso? Esse discípulo – o estudante de Kabbalah – que não ganhou o direito de ensinar, mas o faz . Então, que o Misericordioso possa nos salvar!”

Como o Kabalista Rav Berg sempre me ensinou, a Kabbalah é um caminho sério e não podemos brincar com esta sabedoria ou fazer “balburdia” com a Luz do Criador. Não podemos nos dar ao luxo de acessar essa sabedoria de forma leviana ou casual. Apreciação e cuidado com os nossos professores e esta sabedoria garante que estamos no caminho certo.

Tenha isso mente: isso NÃO se refere aos estudantes que compartilham Kabbalah com amigos, familiares, colegas e com o mundo. Refere-se a uma pessoa que se apresenta publicamente como um autêntico Kabalista e líder, e depois ensina a Kabbalah para as massas depois de deixar o seu professor.

Refere-se aos fingidores. Refere-se ao professor que deixa o seu mestre Kabalista.

Compartilhar a sabedoria e a Luz é do que se trata a Kabbalah. Mas compartilhar deve estar alinhado com a verdadeira linhagem, ao Kabbalah Centre, ao Kabalista Rav Berg.

Porque é assim que recebemos nossas próprias bênçãos.

Quando ensinamos Kabbalah aos nossos filhos, compartilhamos com os nossos amigos e passamos as pérolas de sabedoria para os outros, temos vinte séculos de Kabalistas que fluem através de nós porque nos intitulamos  aluno do Kabbalah Centre, aluno de Rav Berg. Este é o grande presente que estamos dando aos nossos filhos, amigos e colegas quando compartilhamos. Imagine que, quando compartilhamos esta sabedoria com a família ou amigos, é como se o Rav estivesse ali com a gente, falando através de nós, o que significa também que é Rav Brandwein e Rav Ashlag e Rabbi Shimon bar Yochai.

Este é o presente que recebemos quando nos alinhamos e nos conectamos com a verdadeira linhagem e com os mestres do caminho kabalístico.

Não se engane.

Você pode aprender Kabbalah em uma universidade ou de um fingidor que se autodenomina um Kabalista ou a um ex-professor do Kabbalah Centre. Se você fizer isso, você ganha informações. E é uma informação bem legal. Mas é APENAS informação. E isso traz escuridão para o mundo ao mesmo tempo.

Quando você estuda da linhagem, não é um estudo intelectual, trata-se de transformação, esclarecimento e profunda mudança na alma, em nosso âmago. Trata-se de diminuir a influência do ego para que mais Luz possa fluir através de nós e chegar até o resto do mundo.

E para estudar a partir da linhagem, é necessário o mérito, é preciso ganhar o direito de ser admitido neste caminho.

A verdade é que nós não escolhemos o verdadeiro caminho da Kabbalah. O caminho nos escolhe com base no nosso mérito desta e de vidas passadas.

Então, se você está lendo este artigo,  significa que de sete bilhões de pessoas, você tem o mérito e a oportunidade de garantir um lugar na Arca, na Árvore da Vida, no círculo de proteção que é oferecido às pessoas em épocas de grande julgamento.

NÃO SÃO OS PROFESSORESS E ALUNOS QUE DEIXAM A KABBALAH —  ELES APENAS ACHAM QUE ESTÃO O FAZENDO

O Kabalista Rav Berg me disse mais de uma vez que quando os alunos ou professores deixam e abandonam o Kabbalah Centre, não foram eles que na verdade abandonaram. O que acontece, o Rav disse, é que suas consciências cairam e seu comportamento era tudo em torno do própio ego. O Satan recebe a permissão de encher suas cabeças de dúvidas e eles até conseguirão ver erros, para que assim ele possam “abandonar” o caminho.

Mas não foram eles que abandonaram.

O Rav me disse que o Satan é aquele que os fizeram ver as coisas e perceber as coisas e tirar conclusões e opiniões que justifiquem o seu abandonar.

Mas na verdade, o Rav me disse, eles foram expulsos pela Luz porque eles não se livraram dos seus egos e eles perderam a capacidade de se unirem “acontecesse o que acontecesse” e de dar amor incondicional. E esse é o único propósito da vida — desenvolver o amor incondicional. Incondicional significa “aconteça o que acontecer”. Ao invés disso, as pessoas culpam aos outros e caluniam e julgam quando uma outra pessoa está por baixo. O Rav me disse que essa é a natureza do judeu. Não fique com raiva de mim. Isso é EXATAMENTE o que o Rav me ensinou e me disse. E o Rav foi ainda mais duro e mais provocador do que estou colocando aqui.

O Zohar diz que o Zohar é a arca durante os tempos de julgamento e os que estão conectados deixarão o exílio e experimentarão a redenção através da misericórdia e simpatia ao invés de julgamento e dor.

Nossa apreciação por isso é o que nos assegura um lugar na Arca.
20140517-154253.jpg

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>