Uma Guerra

Há uma guerra acontecendo através da história, pelo prêmio da imortalidade. Essa guerra acontece entre a Vida e a Morte. Até o momento, a Morte tem vencido essa guerra. É por isso que a morte é imortal e a morte nunca morre. Compete à Vida lutar e ganhar de novo o troféu chamado de “existência imortal”.

Como?

Na Kabbalah, “compartilhar” é chamado de Vida. “Receber somente para si mesmo” é chamado de Morte.

Quando nós vencermos a guerra contra o nosso ego, que não faz outra coisa senão incitar desejos egoístas, iremos recuperar o troféu e o poder chamados de Imortalidade.

O ego precisa ir embora, os interesses próprios precisam ser erradicados, NÃO por questões morais. Isso é ridículo. Eles precisam ir embora porque o pagamento e a recompensa são a morte de toda morte.

A única esperança do ego para vencer essa guerra é despertar nosso ceticismo sobre essa possibilidade de vitória.

É por isso que nós achamos a ideia da morte da morte tão difícil de digerir e de acreditar.

É por isso que é uma guerra.

A Kabbalah nós dá as ferramentas para vencer essa guerra. Ponto final.

Não existe outra razão para estudar Kabbalah e trilhar esse difícil caminho no qual somos tentados a desistir mensalmente, diariamente, e a cada hora.

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

1 Response

  1. Angelo Steca Filho diz:

    A cada novo comentário, um novo mundo de idéias e Luz chega até a nós! Obrigado Billy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>