E agora? O que esperar?

Finalmente aterrissei em Los Angeles. Os seguintes pensamentos me ocorreram baseados em tudo que eu aprendi com o Rav.

A razão pela qual os Israelitas perderam a imortalidade no Monte Sinai há 3400 anos não foi por causa do pecado do bezerro de ouro. Isto foi apenas um efeito. A causa real foi a perda da certeza em Moisés.

Eis o que aconteceu:

Quando Moisés “saiu para a montanha” e não retornou conforme esperado, os Israelitas pensaram que Moisés tivesse morrido. O Satan então conjurou uma imagem de Moisés morto, sendo levado para os céus pelos anjos. Então, os Israelitas “viram” com os seus próprios olhos a morte de Moisés.

Então, nós poderíamos culpá-los por perder a certeza? Se eles viram o homem morto, o homem deveria estar morto.

No entanto, o que isso realmente significa é que eles não tinham certeza “no matter what” (“não importasse o que acontecesse”), apesar dos milagres e das maravilhas que eles tinham vivenciado com Moisés, incluindo a abertura do Mar Vermelho.

A quebra da certeza deles foi o que acabou causando a quebra das duas Tábuas.

Demonstrar esse tipo de certeza incondicional teria sido a maneira pela qual os Israelitas teriam alcançado e merecido a revelação da Imortalidade no Sinai – ao invés de Moisés fazer isso no lugar deles.

Mas isso não aconteceu. Os Israelitas perderam a certeza na Luz da Imortalidade que havia sido alcançada no Monte Sinai e eles perderam a certeza no mestre deles, Moisés.

Eles estavam certos de que Moisés estava morto e de que Moisés não iria nunca mais retornar, então eles construíram o Bezerro de Ouro, como uma tecnologia para conectá-los com as Sefirot, na ausência de Moisés.

Eles não eram bobos o suficiente para idolatrar um bezerro. Isso era um instrumento para conectá-los com as dimensões interiores, a realidade dos 99%.

Grande erro.

Então os israelitas falharam no Sinai NÃO porque construíram o bezerro, conforme 99% dos Rabinos, Pregadores, Bispos e Ministros nos fizeram acreditar.

Não.

Os Israelitas falharam no Sinai pois perderam a certeza em Moisés e na chegada da imortalidade – não importando (“no matter what”) o que eles vissem, inclusive vendo Moisés morto e os anjos carregando seu corpo sem vida para o céu.

Imagine o tipo de certeza que era exigida.

Essa é a razão para a dor e o sofrimento ao longo dos últimos 3400 anos.

Foi isso o que viemos corrigir.

Certeza.

Certeza na morte da morte, e certeza na chegada da Luz da Imortalidade, que brilha através do Zohar.

Certeza nos ensinamentos do Moisés da nossa geração, o Kabalista Rav Berg.

Certeza no Rav e de que este é somente um processo temporário, necessário para manifestar a redenção final e revelar a imortalidade, e o paraíso que já está aqui, tudo que nos permite dar início a essa realidade através da nossa plena certeza.

Certeza no fato de que Moisés (o sol) teve que “desaparecer” para permitir que Josué (a lua) brilhasse.

Certeza na Karen, a Luz da Lua da nossa geração e de todas as gerações. É dito que uma mulher seria aquela que daria início a nossa redenção final. A resposta, solução e a peça final do quebra-cabeça está diante do nosso rosto. Se eu tiver que dizer mais alguma coisa, já perdi o argumento.

Nós devemos ter certeza em tudo dito até agora nesse artigo até o ponto de saber sem sombra de dúvidas que em nossos dias – em breve, rápido e facilmente – nós iremos rasgar o véu da ilusão e revelar a verdadeira realidade da felicidade, do fim da morte e a “ressurreição” dos nossos queridos.

Na proporção de dor em nosso ego, que estivermos dispostos a abraçar, na proporção das dificuldades e do compartilhar dolorido que nós estivermos preparados para fazer através do Zohar, essa é a quantidade de certeza que nós iremos injetar em tudo que mencionei aqui.

Está em nossas mãos.

Sempre esteve.

Webinar Gratuito com Billy Phillips

Jesus donkey free webinar por

Em um webinar gratuito, Billy compartilha algumas ideias e insights poderosos sobre o motivo pelo qual os ensinamentos secretos de Jesus estão surgindo neste momento da história. Billy também compartilha a resposta revelada pelos Kabalistas, incluindo uma seção censurada do Zohar que foi deletada na Idade Média.

Não enviamos nenhum SPAM. Você pode se desinscrever a qualquer momento. Powered by ConvertKit

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

You may also like...

2 Responses

  1. Maria Elia Voss diz:

    Billy, eu penso: a certeza é um estado onde não existe dúvida. Precisamos estudar muito, estar atento aos fatos, manter a conexão do nosso coração com a Luz. Ter certeza e isso nos bastar. Simples. Não é ter fé, que e o mesmo que acreditar apesar de não saber. Certeza é algo que resulta do entendimento e do estudo. Tenho certeza que Rav está vivo, que somos imortais, o nosso sistema de crenças erradas é que não permite que a grande maioria não perceba isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*