Notícias diretamente da Terra Santa

Segunda-feira fomos para Jerusalém para fazer uma conexão visual com o Monte do Templo, a partir do Monte Scopus . Karen explicou que a Kabbalah ensina que um terremoto irá atingir a área do Templo e abrir a terra, inverter o chão, revelando o Terceiro Templo e, naquele momento, a morte deixará este mundo para sempre.

Desde que nós chegamos, na última segunda-feira, a sensação é de como se estivéssemos vivenciando as antigas histórias da Torá escritas nos rolos sagrados; cada momento, cada evento, cada sensação possui ao mesmo tempo um sentido profundo e pessoal, chegando até a ter um sentido cósmico.

A palavra “surreal” foi inventada justamente para esta semana.

As noites foram difíceis, logo antes de ir dormir, ainda nas primeiras noites, enquanto as memórias do Rav me envolviam. 24 anos que se passaram pareciam 24 minutos atrás, literalmente. Os eventos, os milagres, as risadas, as lágrimas, os ensinamentos e todos aqueles “apertos” que eu recebi do Rav para me quebrar e me reconstruir como ser humano, estavam todos tão densos, próximos e frescos quanto há anos atrás. O tempo é certamente uma ilusão, mas por muitas vezes desejei que a ilusão fosse mais forte em alguns momentos, porque tudo estava tão cru e presente na minha mente. Quando o passado parece “distante”, ele não dói tanto. Eu entendi porque o Zohar diz que o tempo pelo qual passamos por 1.000 vidas parecem meramente um momento fugaz quando nós estamos diante do Criador, após deixar este mundo.

A pior dor era quando eu pensava na Karen, no Yehuda e no Michael.

No entanto, em meio a toda a dor, minha certeza arde e eu sei que uma mudança histórica está para acontecer, que nós sequer começamos a imaginá-la. Não se engane, nunca houve um kabalista como Rav Berg em toda a história humana; tão amado pelas pessoas, tão desprezado pelas religiões organizadas, tão repleto de milagres e maravilhas, comprovados por estudantes em todo o globo terrestre.

Neste momento, eu vejo o Rav sorrindo e piscando para mim, dia e noite, assim como o Rav o fez por 24 anos, o Rav me mostrando milagre após milagre após milagre.

Eu sei do que o Rav é capaz e, portanto, eu sei o motivo das minhas orações diárias.

É engraçado que agora também entendo por que Rabbi Shimon diz que nós não devemos chorar ou sofrer quando um amado parte.

Eu finalmente compreendi.

O Rav me disse e me advertiu semanas antes do AVC, há nove anos atrás, que eu deveria ter certeza, não importaria o que eu visse! Não importaria o que eu visse! Então o derrame aconteceu. Os médicos disseram que o lobo frontal do cérebro do Rav estava apagado, e que o Rav se tornaria um vegetal.

Ainda não existe explicação médica para a recuperação do Rav naqueles nove preciosos anos. Eu vi coisas no quarto do hospital, quando o Rav ainda estava em coma, durante aquelas primeiras 24-48 horas, que foram avassaladoras. Como por exemplo, o Rav repentinamente fazendo o Kabbalat Shabbat, ainda estando em coma, às 3 horas da manhã do sábado. E se levantando do coma, desafiando as leis da ciência médica, para fazer o kiddush da terceira refeição.

E assim tenho absoluta confiança em meu professor, e mais especialmente no amor entre o Rav e a Karen, que arde mais brilhante do que bilhões de galáxias.

Então, prepare-se para mudanças épicas e milagres no mundo, e vamos continuar perseguindo aquelas oportunidades de esmagar nossos egos e dar fim ao nosso comportamento reativo.

Vamos abrir mão.

De tudo.

E vamos nos preparar para receber tudo!

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

1 Response

  1. cecilia amarante diz:

    Muuuuuito obrigada!!Me fez um bem enorme ler esse texto…” e vamos continuar perseguindo aquelas oportunidades de esmagar nossos egos e dar fim ao nosso comportamento reativo.
    Vamos abrir mão.
    De tudo.
    E vamos nos preparar para receber tudo!”
    Sim!!Avante!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>