Conflito na Faixa de Gaza

Em relação ao atual conflito na Faixa de Gaza e Israel, deixe-me ser direto e tratá-lo de acordo com a perspectiva kabalística: Guerra ou qualquer tipo de conflito armado nada mais é do que lutar escuridão com mais escuridão. Mesmo que você ganhe. O resultado será uma escuridão ainda maior, que levará dor e lágrimas e uma tristeza profunda para ambos os lados. A única maneira de trazer uma paz verdadeira, onde ambos os lados realmente saem ganhando, é quando você leva Luz e amor incondicional e cuidado ao seu inimigo.

Bizarro?

Nem um pouco.

É absolutamente brilhante, uma vez que você absorva o conceito.

É o ego, que está dentro de nós (a força chamada Adversário ou Satan na Torá), que estimula sentimentos racionais, lógicos, baseados no medo, criando razões pelas quais isso nunca iria funcionar. Sim, haverá todos os tipos de razões brilhantes e intelectuais afirmando que compartilhar com seu inimigo é algo insano.

Mas quão estúpido nós somos por continuar caindo na armadilha do ego humano?

Este tem sido o truque e metodologia do adversário dentro de nós há 2000 anos, e é por isso que temos falhado em trazer a paz e um fim à morte neste mundo.

Não se engane, a solução kabalística para a paz global não se  trata – de forma alguma – de moral e ética ou algum tipo de filosofia pacifista. Nem um pouco. A solução kabalística para a guerra trata-se de GANÂNCIA. Agora, antes que você caia da sua cadeira, deixe-me explicar o que o kabalista Rav Berg quer dizer com ganância.

Preste atenção:

Existem dois tipos de ganância. Primeiro, há o interesse próprio do ego, que o Rav Berg chama de  ganância estúpida. Por que estúpida? Simples, o resultado dela não perdura. No fim, não ganhamos nada a mais. Acabamos ficando com menos no longo prazo.

Algo Estúpido e nada sagaz.

Há um segundo tipo de ganância chamada de ganância iluminada. Por que esta forma de ganância é iluminada? Consiste no interesse próprio e na ganância direcionados à nossa alma. Este tipo de ganância nos permite acabar ficando com mais do que queríamos! Em outras palavras, quando ignoramos os devaneios e desejos do nosso ego – estúpido e feio – e servimos aos desejos da nossa alma, recebemos ainda mais bondade, bênçãos e boa sorte, com os quais nós nem nos atreveríamos a sonhar. E logo começamos a entender que VALE A PENA oferecer Luz incondicional aos nossos inimigos. De uma hora pra outra, toda essa ganância é o que nos motiva a mudar e a nos transformar e a cuidar dos outros, incondicionalmente.

Pense nisso: Quem em sã consciência vai compartilhar e cuidar dos outros, se acabamos ficando com menos e temos que sacrificar nossa própria felicidade?

Kabbalah significa receber.

A Sabedoria e a tecnologia da Kabbalah consiste APENAS em dominar  a arte de receber da vida infinitas coisas boas, prazer e uma realização profunda.

A Kabbalah diz que ambos os lados de um conflito acabam ficando com mais, mais do que eles mesmo esperavam, quando o cuidado incondicional pelo outro é a motivação.

Por quê?

Preste atenção cuidadosamente: é pela simples razão de que a fonte de todas as bênçãos, a fonte de toda a Luz e boa sorte é infinita. Esse é um grande segredo que foi ocultado durante milênios.

A razão para os conflitos no mundo é o nosso medo de ter menos. Se houvesse mais do que suficiente para todos, mais do que desejamos, não haveria mais razão para a guerra. Vivemos em um mundo de recursos restritos e limitados, física e espiritualmente. Um medo profundo e interno de não conseguir o que queremos, não ter o suficiente para atender às nossas necessidades, nossos desejos e anseios, é o que nos leva à batalha inflamada pelo ódio para com os outros.

E que trabalho de enganação bem feito!

E que truque bem aplicado sobre a humanidade!

Achamos que somos tão inteligentes e achamos que somos tão gananciosos, mas na verdade, somos estúpidos e não somos ganancioso o suficiente!

Nos contentamos com menos e usamos técnicas inúteis para satisfazer nossos desejos e é por isso que somos tão infelizes e estamos insatisfeitos em todos os níveis de existência.

Aqui está porque Luz espiritual e compartilhar são as apostas mais sagazes na terra, e o mais astuto dos comportamentos.

Um compartilhar verdadeiro (do tipo incondicional, no qual nós realmente consideramos e valorizamos o interesse do nosso inimigo) nos conecta com a realidade dos 99% (leia O Poder da Kabbalah imediatamente se você não sabe do que a realidade dos 99% se trata).

Em poucas palavras, a realidade dos 99% é a fonte infinita de todas as bênçãos e boa fortuna que flui para o nosso mundo. Quando as coisas vão bem em nossa vida, isso significa que estamos conectados a ela. Quando as coisas vão mal, estamos de alguma forma desconectados dessa fonte de Luz. Cada canção, cada invenção, cada ideia positiva que já beneficiaram a humanidade, se originam a partir desta realidade infinita dos 99% que pode ser melhor descrita como um reino da Consciência Divina.

O nosso mundo é apenas um reflexo de 1% dessa verdadeira realidade.

Quando compartilhamos e colocamos os interesses dos nossos amigos e inimigos à frente dos nossos, nos beneficiamos porque o ato de resistir ao ego e negar o autointeresse (do ego) automaticamente nos conecta com essa fonte oculta de bondade e prazer dos 99%. Este é um segredo que foi escondido por 20 séculos. A felicidade tem uma fonte real. Ideias, imaginação e cura existem em outra esfera. Quando nos conectamos a ela, a vida muda milagrosamente para melhor.

Quando trazemos Luz para uma situação infestada de ódio e trevas, a Luz que compartilhamos também remove toda a escuridão e ódio do nosso inimigo.

Isto é o que falhamos em aprender.

O ego nos assusta e não nos permite nem pensar em compartilhar com nossos inimigos.

99,999% das vezes, os nossos acordos de paz servem aos nossos próprios interesses, porque temos nenhuma preocupação de beneficiar nosso inimigo. Isso significa não se conectar aos 99%. Como resultado, qualquer resultado positivo alcançado por um tratado de paz política será temporário. Esse tipo de autointeresse subjacente à negociação de um tratado de paz, no fim das contas, traz escuridão para nossas próprias vidas. Ele não se concretiza. Ele acaba se desfalecendo. E tem que desfalecer. É uma lei da natureza. Nos desconectamos dos 99% quando estamos motivados pelo ego e pela ganância estúpida.

É por isso que a guerra nunca cessou em 20 séculos.

A única maneira de realmente receber tudo o que desejamos deste mundo é verdadeiramente dar, compartilhar e trazer Luz para os outros, estando motivados pela ganância iluminada.

Este é o paradoxo!

E ESSA é a lição que o nosso adversário – que está dentro de nós – está determinado a não nos deixar entender. Ele inunda nossa consciência com interesse próprio, medo, dúvida, medo, ódio, argumentos racionais e todas as outras armas intelectuais e emocionais que nos fazem sentir inteligente e cheios de justificativas.

O adversário vai até deixar você vencer uma batalha, enquanto você estiver usando as estratégias dele, só para ter certeza de que você nunca ganhe uma guerra de verdade – a guerra que acontece dentro de nós! Porque uma vez que ganhemos essa guerra interior, os muçulmanos, os israelitas, os cristãos e todas as pessoas de TODAS as religiões e fés irão encontrar a verdadeira Luz, felicidade e eternidade ao percebermos que temos lutados contra o inimigo errado todo este tempo. Nós lutamos uns contra os outros – contra nossos companheiros e irmãos verdadeiros – ao invés de lutarmos contra o inimigo que é o mesmo para toda a humanidade: o ego.

Nós já tivemos o paraíso. Nós realmente tivemos, apesar do que o seu ego lhe diz agora.

Antes do Big Bang, nós fomos concebidos em uma realidade na qual havia alegria sem fim, prazer sem fim e um sentimento interminável de se estar preenchido, além do que podemos imaginar.

Mas nós (sim, nós mesmos) pedimos ao Criador por algo ainda melhor do que receber felicidade infinita. O que isso poderia ser?

Pedimos pela capacidade de nos tornar a nossa própria causa da felicidade infinita que estávamos  recebendo.

Portanto, este mundo físico foi criado para dar-nos a capacidade de nos tornarmos a causa da nossa alegria.

Como nos tornamos a causa?

Ao aprender o segredo que acabei de revelar neste artigo.

Aqui vai, mais uma vez:

Todo homem, mulher e criança na Terra é nosso irmão e irmã e companheiro de equipe no jogo da vida.

O único inimigo responsável por toda a morte, dor, tristeza e mágoa é o ego humano. E há um reino escondido, a realidade dos 99%, que contém a fonte de todas as ideias, curas e perfeição que nos permitirá criar o paraíso se e somente se nos conectarmos a essa realidade.

O ego foi criado de propósito, a NOSSO pedido, para nos desafiar, nos testar e nos enganar, para que pudéssemos trabalhar duro para superar o ego e finalmente chegar a essa grande verdade de que o ego NÃO é o que somos. O ego nos faz ignorantes à existência dos 99% e, assim, nos desconectamos cada vez que ouvimos o ego.

O ego é uma força separada da consciência que foi implantado dentro de nós para nos testar, cegando-nos para o fato de que todos nós somos uma só alma, um só corpo da humanidade.

Não são israelenses que estão morrendo nesse conflito mais recente no Oriente Médio. Não são os árabes que estão morrendo. São seres humanos que estão morrendo.

São os filhos de Deus que estão sofrendo.

Todo esse sofrimento tem que acabar.

Quando um árabe é atingido, parte da minha alma se feriu. Quando um israelense torna-se uma vítima da guerra, uma centelha da alma do mundo árabe se torna uma vítima da guerra. Quando uma criança passa fome na África, as nossas próprias almas privam-se de alimento. O estado do nosso mundo é o resultado das indignidades entre nós motivadas pelo nosso próprio ego. Quando tomamos esta guerra interior e lutamos contra nosso próprio autointeresse, o mundo inteiro se eleva a um nível totalmente novo de existência.

Cada um de nós muda todo o planeta quando mudamos algo dentro de nós.

Ao descobrir esta verdade, e realmente nos unirmos com os nossos vizinhos e inimigos, logo seguida, o paraíso voltará. Dar amor aos nossos inimigos faz com que todos nós nos conectemos com a realidade dos 99%! Leia esta linha 1000 vezes até que ela se entranhe no seu pensamento. Porque não há outra razão em toda a terra para compartilharmos com amigos ou inimigos, a não ser que haja um benefício milagroso para toda a humanidade, especialmente para nós mesmos!

Temos que lutar contra o ego e derrotá-lo, a fim de encontrarmos a verdade, encontrarmos o outro e, assim, encontrarmos o paraíso.

Se um israelita olhasse para um árabe, e ele realmente visse essa pessoa como um membro do seu próprio corpo, ele encontraria uma grande alegria em trazer felicidade ao seu irmão árabe. Seria fácil. Seria automático. E isso seria um problema! Por quê?

Porque assim não haveria livre-arbítrio e, portanto, o prazer não poderia ser conquistado.

Dessa forma, o ego foi criado para criar uma falsa sensação de individualismo e uma ilusão de interesses e conflitos distintos e de ódio uns contra os outros. Mas agora temos que merecer esta verdade e trabalhar duro para descobrir o caminho para o paraíso. E essa verdade e esse caminho é o entendimento que os interesses do meu inimigo são meus próprios interesses!

E mais do que isso, é necessária a constatação de que não existem inimigos externos!

Repito, não existem inimigos externos. O Zohar explica que somos diferentes de propósito. Somos como o corpo humano, onde os diferentes órgãos, tais como o coração, fígado, rim e pâncreas servem a propósitos distintos, a fim de criar um corpo saudável e unificado. Não é esperado que sejamos iguais. Não devemos mudar o outro. Nós devemos nos unir como um só corpo, usando nossas diferenças para criar um mundo perfeito.

O fato de que a Kabbalah agora está às claras, e que esta verdade está disponível para todas as pessoas, significa que estamos perto do fim da dor e do sofrimento.

Tudo o que precisamos fazer é diminuir o nosso próprio ego e autointeresse no nosso dia-a-dia, e compartilhar esta sabedoria e essa verdade com o resto do mundo.

Quanto mais cedo percebermos que fomos enganados e iludidos por este inimigo interno, mais rápido vamos experimentar a remoção absoluta de toda a dor, sofrimento e morte do nosso mundo.

Milagres serão tão normais como a chuva e o ar quando uma massa crítica de pessoas acordar para essa verdade profunda e transformadora.

A maneira mais rápida de divulgar esta verdade, para trazer uma Luz metafísica, espiritual e genuína para a escuridão neste mundo, é pelo estudo do Zohar e do compartilhar o Zohar com pessoas de todas as fés.

Este não é o artigo ou o momento adequado para explicar as profundas origens e os segredos do Zohar. O tempo urge. Em vez disso, ignore as dúvidas do ego, e compartilhe o Zohar, escaneie (1), leia, estude o Zohar, e ajude a doar Zohars aos nossos irmãos muçulmanos e cristãos e depois veja o que acontece.

Karen Berg disse o seguinte para aqueles que têm o conjunto Inglês/Hebraico de Zohars: “Por favor, consulte o Volume 10 no Zohar em Inglês, qualquer seção na parte de Yitro, e  escaneie (1) as letras com a intenção de ligar a Luz em meio à trevas “.

Mas, primeiro, não acredite em uma única palavra deste artigo. É isso mesmo, não acredite em nada! Sério.

Em vez disso, teste. Veja se a sabedoria traz resultados autênticos.

Você tem que ser motivado pela ganância da sua alma, não pela ética ou moral.

Você tem que saber que milagres são obtidos através do Zohar e da transformação interna.

E então você virá a conhecer o poder da Kabbalah e você saberá que toda essa dor, sofrimento e morte pode ser erradicada de uma vez por todas.

(1) Escanear o Zohar significa passar os olhos sobre as letras hebraicas como forma de permitir que sua alma se conecte com essas letras, com as quais o Criador criou o Mundo, e com a energia dessas letras. E essa conexão gera muita Luz para sua própria alma e para o mundo.

Junte-se à nossa lista de emails

Cadastre seu email para receber atualizações e informações sobre o curso

"Jesus & Kabbalah"
por Billy Phillips

Powered by ConvertKit

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

You may also like...

4 Responses

  1. Maysa Alves diz:

    Faço uma analogia do conflito em Gaza com os conflitos que travamos com nossos amigos, inimigos e conosco mesmo. A ânsia desmedida em ter razão, estar certo, em ganhar batalhas nos coloca em risco. Risco de sermos vencidos pelo oponente.Fui “nocauteada” por alguns percalços , melhor, por efeitos de minhas escolhas. Senti na pele a dor de humilhações e hoje só tenho a entender que as restrições que aplico em meu dia-a-dia fazem de mim uma pessoa melhor. Muito a aprender, sem dúvidas, mas consciente. Alimento a esperança da paz, onde ela precisar estar. E muita Luz em nossas vidas!

    • Sandra Baldner diz:

      E isso mesmo. Eu também fui “nocauteada” pelos efeitos das minhas escolhas, mas depois descobri minhas “consciências erradas”. Hoje faço restrições e tento aprender e compartilhar todos os dias. Agradeço aos ensinamentos aprendidos através da Kabbalah.

  2. Gerson Morelli diz:

    Billy,

    As diferenças entre os seres humanos não estão forjadas em sua alma, em sua essência, pois somos UM em essência, não há diferença entre nós, mas o ser humano procurou se diferenciar externamente, social e economicamente, uma minoria está bem e rica e a grande maioria passa por necessidades, esse desequilíbrio gera violência, guerras e guerrilhas. Enquanto não trabalharmos para um mundo mais equilibrado e com renda distribuída, os conflitos continuarão, seja pela posse de um PÃO ou de um TERRITÓRIO. Enquanto poucos ganham um milhão, MILHÕES não ganha 1 dolar por dia para viver, para morar ou para comer, esta sim é a pior faixa de Gaza, pois ela está espalhada pelo mundo, a faixa da diferença absurda de possibilidades de viver, simplesmente viver a vida com dignidade, moradia e alimento, sem o luxo das diferenças que tanto separam os homens.

    obrigado por suas mensagens e MUITA LUZ

  3. Sirleide diz:

    Gratidão por tanta sabedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*