O Poder do 42

O seguinte texto é a tradução do vídeo do Billy Phillips sobre a porção Massei (link original –  http://www.youtube.com/watch?v=CpyUI-bnCPE )

O texto trata do segredo do nome de Deus de 42 letras e o poder dessas três semanas “negativas”, especificamente o número 21 para os 21 dias, é revelada nesta porção da Torá dessa semana.

Billy sobre a porção Massei:

a primeira coisa que devemos perceber – o que está literalmente fundindo as mentes dos físicos por todo o mundo – é que a morte não é uma lei desse Universo. A morte é uma estatística. O que isso significa? Eu quero que vocês se imaginem encolhendo para o nível de nossas células do nosso corpo. Agora vamos encolher ainda mais para o nível de moléculas. Agora imagine indo ainda mais longe, para o domínio dos átomos. Agora nós vemos os átomos grandes como nós, ao nosso redor. De acordo com a Física, se nós fôssemos desse jeito, microscopicamente pequenos, rodeados por átomos, você veria que os átomos, que têm 15 bilhões de anos, desde o Big Bang, eles são assustadoramente novos como eram 15 bilhões de anos atrás. Porque os átomos não envelhecem. Átomos não decaem, não amadurecem.

A segunda coisa que você notaria é que, de acordo com a Segunda Lei da Mecânica de Newton, e todos físicos concordam, você verá esses átomos se amontoando para criar moléculas, e que eles se movem tanto para frente quanto para trás no que nós chamamos de tempo. Que de acordo com as leis de física, no nível microscópico, não há tempo. As moléculas podem ir pra cá e pra lá, o que criou o  que os físicos chamam – e essa lei entrou em vigor no final dos século 19 – é chamado o Paradoxo da Reversibilidade do Tempo, que significa, se átomos são imortais e nunca morrem, como pode ser que, se não há tempo, se as moléculas podem ir pra frente e pra trás e nós somos feitos de moléculas, como não podemos voltar no tempo? Por que apenas envelhecemos mas não invertemos e ficamos mais jovens? Se as moléculas que formam as nossas células se separam e se forma uma ruga na minha face, por que ela não pode inverter e recuperar minha pele? Restaurar um coração, um fígado, um osso? Todos físicos reconhecem que é um paradoxo, não faz o menor sentido. É como dizer que tem partículas de neve que formam o Homem de Neve – como podem partículas imortais não formar um Homem Imortal? Como pode partículas que vão para a frente e para trás no tempo não formar um homem que vai para a frente e para trás no tempo? Não faz sentido. Algo estranho está acontecendo e até hoje eles não sabem o que é.

Então o que a Kabbalah diz é que a parte que nos forma é imortal, mas as formas que somos criados, eu e você, não são imortais. Então as formas podem se separar, mas as peças individuais permanecem imortais. Então permita-me um exercício rápido: vamos fingir que todos nós somos átomos, e cada um de nós é imortal, então todos, por favor, segurem as mãos. Agora nós somos uma molécula. Então quando átomos se unem e seguram as mãos, eles formam moléculas. Agora vamos ver a molécula morrer: todos soltem as mãos. A molécula desapareceu, mas os átomos ainda estão aqui.

Então o que o Rav nos ensina que o que aconteceu é que espaço surgiu entre os átomos, há agora espaço entre cada um de nós. Quando seguramos as mãos, não há espaço, quando soltamos, há espaço. Mas o que está deixando os físicos loucos, e na verdade, um deles cometeu suicídio, o nome dele é Ludwig Van Boltzmann, ele estava tão estressado e chateado por não ter conseguido quebrar esse paradoxo, ele cometeu suicídio.

Esse paradoxo, do ponto de vista kabalistico, não é na verdade um paradoxo. Eles descobriram que a razão pela qual os átomos se desligam, pela qual as formas se desfazem e nós envelhecemos, é a Segunda Lei da Termodinâmica, que diz que tudo se espalha no espaço, então as moléculas se espalham no espaço e dessa forma, nós envelhecemos.

Os átomos se desligam, as moléculas desaparecem e nós desaparecemos. As células que fazem o nosso corpo, nossos órgãos. Então por conta da segunda lei, os átomos se espalham no espaço, mas de acordo com a Física, eles deveriam, teoricamente, voltar e se unir novamente, porque não há nada nas leis da Física que previnem que a molécula façam o reverso. Por que nós não vemos isso? Um dos enigmas que advém disso é que se você incendeia uma árvore, instantaneamente e espontaneamente, eles se transformam em fumaça e cinzas depois que ela se queima. De acordo com a física, por que essas mesmas moléculas espontaneamente não criam uma árvore? Não há nada nas leis da Física que não permitem que as mesmas cinzas e fumaças se recombinem e formem a árvore.

Por que não vemos isso acontecer?

É como a Ressurreição. Não há nada nas leis da Física que impeçam de alguém que já morreu e cujos átomos ainda estão no Universo, recombinem instantaneamente. Por que a gente não vê isso acontecer? Então o que os físicos perceberam é que a morte e a Segunda Lei da Termodinâmica não são realmente uma Lei. Ouçam com atenção. É relacionada à estatística. O que quero dizer com isso? Quero que vocês pensem e visualizem um quebra-cabeça aqui, uma tela de computador e eu fiz um modelo de um quebra-cabeça de 53 peças. Agora pressionamos um botão e o computador desfaz o quebra-cabeça. Agora visualizem todas essas peças flutuando aleatoriamente ao nosso redor. Se nós queremos recolocar e religar esse quebra-cabeça, nós vamos ter de fazer 53 movimentos corretos, se isso demora um segundo, para colocar uma peça junto, em um minuto, o quebra-cabeça está de volta. Qual o problema? Estatística. Eu quero que vocês adivinhem: quantos movimentos corretos há pra se fazer 52 movimentos certos num quebra-cabeça de 53 pecas? Quantas opções incorretas, movimentos incorretos, há nessas 53 peças? Muitos milhões? A resposta, de acordo com a Física, de número de erros potenciais é maior que o numero de segundos que já passou desde o Big Bang, 50 bilhões de anos atrás, apenas com um quebra-cabeça de 53 peças. Então as chances da fumaça e as cinzas se reconectarem e se transformarem em uma árvore, não é que não possa ser feito, as chances são que você não irá ver acontecer durante sua vida inteira, por conta de tempo, trilhões e trilhões de anos no futuro. Agora isso para um quebra-cabeça de 53 pecas.

E agora um homem e uma mulher que são feitos de átomos e cada átomo se conecta. Se um quebra-cabeça de 53 pecas tem milhões de movimentos, quantas maneiras há combinações para se reconstituir um homem cujo corpo acabou de se desintegrar?

Se a gente perder apenas 53 átomos da sua bochecha, você tem uma ruga e há bilhões de átomos para se fazer uma ruga. Mas se você perdesse apenas 53 átomos demoraria muito mais do que o numero de segundos que já passaram desde o Big Bang.

O que faremos?

Então, nós entendemos agora o que os físicos dizem, que eles modelaram isso só com alguns átomos e mostraram que quando alguns átomos estão juntos e quando eles retornaram ao seu estado original, a razão pela qual nós não vemos árvores aparecendo do nada, a razão pela qual nós não vemos familiares mortos voltando do nada é por causa da estatística, as chances estão contra nós.

E agora entra o Rav Berg com uma solução: é brilhante! Eu quero que você relembre essa figura de quebra cabeça, o Rav revelou não 14 trilhões de movimentos errados, o Rav revelou 1 movimento que vai reconectar um quebra-cabeça de 53 peças, todo mundo vê as peças voando no modelo do computador e o único movimento que vai remontar o quebra-cabeça é se você sugar todo o espaço, remover o espaço, aí o quebra-cabeça instantaneamente remonta-se.

Ao invés de exaurir todos os movimentos errados em nossas vidas,  tentando entender como ser feliz, como achar a nossa alma-gêmea, como sair de uma situação financeira, ao invés de calcular todos esses movimentos, que há mais movimentos errados do que certos, apenas um cara chegou, teve a idéia do twitter, teve a idéia do facebook, quantas pessoas tentaram idéias diferentes e não acertaram, ao invés de exaurir todos os movimentos errados, remova o espaço e esse quebra-cabeça vai remontar na sua vida automaticamente.

Como você remove espaço? Bem vindo a grande historia dessa porção. Nanotecnologia é a essência dessa porção da semana. O grande espaço que existe no universo é o espaço entre mente e matéria. Sabe, nós acreditamos que mente e matéria são separados, então você pode dizer que há três níveis que qualquer pessoa no mundo tem que passar. O primeiro nível é mente e matéria, onde nós estamos sobre a falsa crença de que nós somos separados um do outro, que minha mente está separada da matéria, que eu sou separado do meu vizinho e do meu inimigo.

O segundo é a mente sobre a matéria e normalmente quando você começa um caminho como a Kabbalah usando as ferramentas da Torah que foram dadas a Moisés por uma razão que era para a gente atingir esse nível, quando nós começamos a usar essas ferramentas, nós começamos a vivenciar mente sobre a matéria, não o tempo todo, às vezes você tem um milagre, você controla o meio ambiente, você controla a situação, mas a maioria das situações você não consegue, mas  a gente se esforça por níveis maiores  de mente sobre a matéria. Alguém sabe qual o terceiro nível? Mente é matéria, esse é o nível do kabalista. O kabalista sabe que não há diferença entre mente e matéria. Na mesma matéria que é gelo e outra forma de água líquida é tudo o mesmo. O problema não é uma decisão intelectual – ok, agora eu sei que mente é matéria – não, não funciona dessa forma. A mente é matéria é um estado de consciência, é um estado de pureza  que você tem que transcender  o espaço da mente sobre a matéria, entre mente e matéria e esse espaço é causado por uma coisa apenas: o ego humano. O ego é o que mente, o que fabrica todo esse espaço no universo e é por isso que esse caminho é sobre remover e erradicar o ego, porque quando o ego vai embora, o quebra-cabeça vai se remontar automaticamente porque você removeu o espaço. Quão estúpidos somos nós quando defendemos o ego e nós vamos exaurindo todas as possibilidades tentando trazer a imortalidade, tentando trazer o paraíso, quando nós não estamos nos livrando do nosso ego e apesar de, intelectualmente, eu sei que eu quero me livrar do ego, mas hoje a noite eu não vou conseguir, se alguma coisa acontecer nos negócios, eu vou perder o meu temperamento, eu vou ficar nervoso, eu vou ficar medroso.

Intelectualmente a gente sabe: livrar-se do ego. Mente é matéria não é intelectual e nem é a sua habilidade de livrar-se do seu ego. Você não vai conseguir se livrar disso. Infelizmente, nós temos que nos transformar, passar pelo processo de transformação, o que nos leva a essa porção da semana. Essa porção sempre cai dentro dessas três semanas, porque? As três semanas consistem em 21 dias. E há 21 conexões que nós fazemos durante o ano: Shabat, Rosh Chodesh, os dois dias de Rosh Hashaná, Yom Kipur, o dias de Sukkot, Shavuot, Pessach, dá um total de 21. Então essas três semanas são a remoção do espaço, ao invés de esperar o ano inteiro, em todo o ano as conexões são condensadas em três semanas. Além disso, essas três semanas estão condensadas na porção dessa semana.

Sem espaço, o ano  inteiro está aqui, agora, nesse momento, nessa leitura da Torah. Como nós sabemos disso? Os kabalistas dizem que os 21dias tem  dias e noites, então 21 dias mais 21 noites igual a 42. E nessa porção da Torah, os Israelitas viajam para 42 locais, mas a sua jornada não é através de espaços físicos, é uma jornada de consciência. Todos os 42 locais correspondem às 42 letras de Ana Beco’ach. E se você for online e procurar qualquer rabino ao redor do mundo, qualquer instituição religiosa, nenhuma delas faz uma conexão entre os 42 locais que os Israelitas visitaram e Ana Beco’ach, mas este é o segredo de remover o ego, para remover o espaço, para que os pedaços do quebra-cabeça na nossa vida se conectem instantaneamente.

Então o que a primeira linha diz, a primeira linha diz alef, bet, guimel, yud, tav, tzadik, significa remover espaço, desmaterializar a matéria. A partir de agora quando você desmaterializar a matéria, pense em remover o ego que remove o espaço.

A segunda linha Krat Satan, rasgar o Satan da sua consciência, tirar, remover a fonte do espaço que é o Satan, o ego que cria a distância entre mim e o meu vizinho, mim e o meu inimigo. Fechar o ego reativo e impulsivo que cria mais espaço.

(terceira linha) Nun, guimel, daled – prosperidade, dar a instituições de caridade. Quando você faz isso e isso dói, você diminui o ego, você remove espaço entre você e outra pessoa.Yud, kaf, shin – retomar todas as sua células, que são feitas de moléculas, que são feitas de átomos, para o estado embrionário onde não há tempo e espaço, e mais uma vez você está removendo espaço.

Quarta linha significa determinação. Você pode ir para uma jornada de vida e permitir que a vida destrua o seu ego ou você pode fazer a jornada que os Israelitas fizeram hoje e fazer com a determinação de que eu vou continuar indo e proativamente permitir que o ego diminua. Isso é onde a gente sempre tenta estar certo, mesmo com boas intenções. Você discute com sua esposa, marido, suas crianças, alguém que está nos seus negócios e ai você tem boas intenções mas você não percebe que não importa se você estiver certo, se há ego, mesmo se eu estiver certo, você não vai receber nada. Se você é espiritual e amoroso, você não recebe nada. Se você reage mas você é espiritual e amoroso, você não recebe nada. Se você é reativo e você tem ego e você quer ganhar a discussão e você desiste do ego e você acha o seu ego nessa situação, você remove espaço. Mas o que a gente faz nos negócios? A gente tenta estar certo, a gente tenta fazer a coisa certa, ai tenta pensar em boas idéias ao invés de pensar em negócios. O negócio me ajuda a achar o meu ego, onde estou reagindo, onde estou sendo egoísta, onde estou perdendo o meu temperamento,  onde estou sendo medroso, nós estamos focando em soluções ao invés de focar nos problemas. Não busque soluções, elas já existem, foque no problema, o problema é o ego. Remova espaço, toda vez que você entrar em uma discussão, você pensa: eu não quero ganhar essa discussão! Mesmo que você esteja certo, eu quero achar o meu ego. Então alguém está dizendo pra mim, eles estão completamente errados, eles estão gritando e eles estão completamente errados. Eu aceito da mesma forma, eu não quero estar certo, se eu discuto novamente mesmo calmamente e proativamente, mesmo se eu argumento de volta e ganho argumento, eu faço o meu ponto ser entendido e nós nos damos a mão, nós não ganhamos nada espiritualmente.

Se eles me gritam, eu calo a boca e eu deixo meu ego levar uma martelada e eu sei que eu estou certo mas eu preciso ficar calado, no próximo dia o seu contrato de negócio acontece, no próximo dia os meus filhos estão mais felizes, a minha esposa está mais feliz, eu estou mais feliz. Nós temos que começar a focar a remover o ego e nós precisamos dessa quarta linha, determinação.

Nós precisamos da próxima linha (chashin, kadosh) que nos permite a profecia para ver o futuro, significa que se você realmente pudesse ver o resultado de deixar o ego ser massacrado, você teria a força de fazer isso, você não vê o resultado então você luta, você quer a gratificação instantânea de vencer no momento ao invés de esperar pelo prêmio que te espera. Se você conseguisse ver esse prêmio com uma bola de cristal, você sim teria motivação de deixar, de desapegar.

A sexta linha (yachid, ge’eh) espalhar a luz do Zohar para todos os lugares do mundo, porque  o Zohar por si só é a remoção de espaço, só ter o Zohar remove espaço na sua consciência, da sua cabeça aos pés.

E a última linha é trazer o futuro para o presente, a perfeição, e a final compleitude do mundo, quando nós apenas meditamos para trazer esse momento para o presente, nós trazemos para o presente. Então todos dêem as mãos. Se você quer remover os próximos duzentos anos, ao invés de esperar e exaurir todas as possibilidades desse quebra-cabeça que se chama Messiah, remova o espaço, o quebra-cabeça vai se montar e remova o espaço das pessoas ao seu redor. Shabat Shalom

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

2 Responses

  1. Ernilton diz:

    Compromisso que seus alunos vão assumindo.

  2. Olá, estou tendo oportunidade esse ano de entrar nessa porta a qual já estava a muito tempo aberta para mim , mas que eu não conseguia ver.

    Me ajudem a tirar o véu que cobre meus olhos e a diminuir a luz a qual tanto quero receber !

    Obrigado , até mais !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>