O SEGREDO DA FANTASIA DE PURIM

Uma pessoa tem que acreditar no conceito de Deus, a fim de servir a Deus. Por exemplo, um ateu nunca servirá a Deus. Mas não temos que acreditar no conceito da força chamada “o Oponente” ou “O Satan”, a fim de servir a esta força obscura. Na verdade, se nós realmente acreditássemos na existência deste poder obscuro, nunca o serviríamos. A única razão pela qual permitimos ao nosso ego controlar nossas vidas, controlar e motivar todo o nosso comportamento e respostas, é porque realmente não acreditamos que o ego exista como uma força escura separada, cuja única missão é sabotar nossas vidas.

Acreditamos que o ego somos nós. Mas não é. É a força chamada de “O Oponente.”

A situação é ainda mais complicada. Acompanhe atentamente: Quando alguém age errado conosco, nos magoa ou compete conosco, não acreditamos que a força chamada “O Oponente” ou “O Adversário” ou “O Satan” está realmente controlando a outra pessoa. E porque não vemos o Satan por trás dos bastidores, levamos tudo que alguém nos faz para o lado pessoal. Tornamo-nos zangados com a outra pessoa. Tornamo-nos  competitivos, ciumentos, loucos e bastante chateados com este indivíduo, nunca, nunca mesmo percebendo que é TAMBÉM  a mesma força do Satan incitando a nossa própria raiva. Que estratégia absolutamente brilhante, inteligente, astuta e quase imbatível do Satan. Ele literalmente se esconde da nossa consciência. Ele incita ações negativas dos nossos amigos e inimigos e, em seguida, ele incita a nossa própria raiva como a nossa resposta para destruirmos uns aos outros. Todo o tempo ele ri nos bastidores enquanto puxa as cordas de marionete de ambos os lados de um argumento.

É por isso que amigos lutam, famílias lutam, nações e líderes de diferentes fés lutam. É o Satan, o ego, o Oponente que está enganando a cada um de nós para lutarmos uns com os outros em vez de focalizarmos nossa atenção sobre ele.

Nós não temos inimigos externos no mundo. Mas tente contar a um israelita que um muçulmano não é seu inimigo. Vê como é difícil a nossa situação? A coisa mais difícil na Terra é desenvolver uma consciência e certeza na existência do Satan, o Oponente, o nosso ego como a fonte de todo conflito e guerra.

O AROMA DA DÚVIDA

Nós não acreditamos que o Oponente existe porque a sua própria essência e DNA é o poder da dúvida e da incerteza. Sabe o que isso significa? Isso significa que o quanto mais você se aproximar de Satan, mais duvidará da própria existência dele. Como eu disse, isso é quase uma estratégia imbatível.

Imagine uma pessoa usando colônia ou perfume. Quanto mais próximo estiver deles, mais sentirá sua fragrância. O odor e a essência do Satan é o cheiro de dúvida. Portanto, quanto mais perto você chega dele, mais duvida que ele existe.

Quando você está pronto para derrotar o Satan, por ele estar debaixo das suas garras, você não o verá. Em vez disso você duvidará dele e duvidará de sua existência ainda mais. É por isso que temos de começar a admitir o nosso ego e aceitar a dor de abandonar nossas opiniões e posições sempre que discutimos com os outros.
Porque a partir do momento em que realmente identificarmos o Satan em nossas vidas, o paraíso será nosso.

O que nos leva ao segredo de Purim e uma das razões para vestir uma fantasia.

O BAILE DE MÁSCARAS

Nosso ego é uma fantasia. Uma máscara. Uma farsa. Não é o nosso verdadeiro eu. É por isso que discutimos e brigamos. Cada pessoa reage à máscara e à falsa identidade da outra pessoa. Em Purim, vestimos uma fantasia com um propósito. Todo mundo sabe e vê que a fantasia não é a pessoa real. Ninguém está realmente escondendo seu verdadeiro eu. Ninguém está negando que está usando um disfarce. Estamos todos conscientes de que estamos participando de uma festa à fantasia. Depois nos dizem em Purim para ficarmos “altos” com àlcool, para brincarmos e festejarmos de forma segura e alegremente. Então, todo mundo está feliz e cheio de alegria enquanto todos nós vemos claramente as fantasias expostas uns dos outros.

É aí que reside o segredo da vida.

Quando todos nós admitirmos o nosso ego, nossa inveja, nosso orgulho, nossas inseguranças um para o outro, sem medo de expor o nosso verdadeiro eu, quando todos nós colocarmos nosso ego para fora com todos os seus traços feios, AÍ SIM iremos experimentar a verdadeira alegria e o paraíso. Quando expusermos o Satan, em vez de negá-lo e escondê-lo, o mundo vai mudar e vamos conseguir uma interminável festa, prazer e alegria para sempre.

Nós só precisamos parar de negar e começar a expor o nosso ego. Precisamos colocá-lo na frente e em exposição para os nossos amigos e inimigos admitindo-o. Isto significa que quando alguém errar conosco, nós iremos deixar isso de lado, porque saberemos que a outra pessoa realmente não o fez. Nós saberemos que foi a força do Satan que incitou seu comportamento. E também saberemos que é o nosso próprio Satan inflamando a nossa própria raiva em resposta. Se realmente virmos a fantasia de Satan em nós mesmos e na outra pessoa, haverá zero de raiva e conflito entre duas pessoas. O Satan será desmascarado e vamos nos conectar com a alma da outra pessoa e com a nossa própria alma.

Agora Luz e energia estarão livres para fluir entre nós.

Esse é o segredo. Esse é o poder que nos espera.

Em vez de esconder nossos traços negativos, precisamos expô-los! Então, vá dizer a um amigo como você é ciumento. E pare de levar para o lado pessoal quando alguém te magoa ou te trata mal. Comece a reconhecer que o Satan é aquele que está manipulando os cordéis por detrás dos bastidores.

Quando fizermos isso, o prazer da Festa de Purim vai durar para sempre. Nós já não precisaremos de álcool para ficarmos “altos” e felizes. A felicidade e o estar “altos” virão a nós naturalmente, muito mais do que podemos imaginar. A dor da vida e as nossas dúvidas sobre a existência imortal e  sobre”felizes para sempre” desaparecerão em um instante.

Este Purim, quando ouvirmos a leitura do Livro de Esther, enquanto meditarmos para destruir Haman, saiba desde agora que Haman é o nosso próprio ego. Nós estamos aqui para destruir a Haman interno, o Satan interior  e o Adversário que se esconde sob o disfarce de nosso ego.

Nós destruimos esta força identificando e admitindo todos os nossos piores traços.

Encontre o Satan, e você encontrará o paraíso.

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

4 Responses

  1. robert haber diz:

    Comentário

  2. robert haber diz:

    Dear mr. Billy,
    I agree that an alcoholic to be cured, before he/she must admit his problem with alcohol.
    I agree too, that our Ego is our worst enemy , and therefore we must destroy it…but by saying that the Ego is not us , or a part of us…dont you think people could easily fall into de convenience of saying:” oh, wasnt me ,I didnt do it !! Was satan who did it!!” and like this avoiding to assume any responsability for the wrong acts or thoughts or feelings!?
    Please, I will apreciate to know what you think about it.Something I realised is that the humans at the difference of animals, never want to assume resposability for any wrong doing, acts, thougts,or feelings…but they sure are always ready to receive felicitations for the good things done.An animal when does something wrong,would not try to hide it. you will see it expressed in the eyes.

    Sincerely yours

    Robert Haber.·.

    • Billy Phillips diz:

      Rav Ashlag says the whole purpose of Kabbalah is make the separation between yourself and ego. once you really, truly understand the ego is not you, you would NEVER listen to the ego. The only reason we listen to the ego is because we do not know or understand or recognize that our selfish and reactive thoughts and words and behavior are coming from this separate force.

      • robert haber diz:

        Interesting. Yes, if we assume our Ego to be a separate force, becomes easier to avoid to succumb to it. The Ego comes to be as what a son is for his mother. Doesnt matter if the son is a mass murder…the mother will love him and will not accept he is bad, becouse she thinks is a part of her. She will even defend him. Humans tend to hold even an ugly wart on the face, when they can simply remove it. I agree, it is important to consider the Ego to be a separate force.

        Thank you Mr. Billy for your response

        Sincerely Yours

        Robert Haber E.·.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>