O problema com a Kabbalah

dust-two

Aqui está, em poucas palavras: Logo quando você chega à Kabbalah e, se você for como a maioria das pessoas, entrará de cabeça e se apaixonará pela sabedoria. UAU, você diz. Isso faz muito sentido. É como se eu soubesse de todas essas verdades a minha vida inteira, mas eu não soube transformar esses pensamentos em sabedoria prática até agora. A Kabbalah está me dizendo tudo o que eu já sabia no meu subconsciente, no fundo da minha alma.

E a energia durante o seu encontro inicial com a Kabbalah é incrível. Extraordinária. Você absorve todo o conhecimento. Você não se contenta apenas com as aulas. Você tem sete milhões de perguntas rodando sua mente e que você quer perguntar ao seu professor. De alguma forma, o professor tem uma resposta para cada questão única que você jogue para ele ou ela, e todas as respostas ressoam como verdade. Bem dentro de você.

Em seguida, vem o problema. Um grande problema.

Qual é o problema? Podemos resumir a Kabbalah no conceito de gerar Luz. Portanto, o problema é que, assim que geramos alguns vários raios de Luz em nossas vidas – algo muito mais forte e mais brilhante do que o pó de fada de Luz que, originalmente, nos fizeram tonto e deixou-nos fascinados – e então de repente, há problemas. Problemas reais. Há caos. E muitos desafios novos. E dúvidas. E decepção. Para alguns, há problemas de dinheiro. Ou problemas de saúde. Problemas com amigos ou problemas conjugais. E problemas de ter certeza absoluta. Há problemas de tempo, quando se trata de fazer mais aulas ou de voluntariar. Problemas de comprometimento. Problemas no Kabbalah Centre. E assim por diante.

Por quê? O que aconteceu com aquela aprendizagem de fundir a mente e aquele prazer que sentíamos no início?

O que aconteceu foi o poder da Luz.

Entenda, estamos todos nessa dimensão física para limpar a bagunça que fizemos. Não apenas a confusão desta vida, mas também de vidas passadas. No entanto, tenha em mente que muitos de nós gostamos de culpar as ações de “vidas passadas” pelos problemas que nos afligem hoje. A verdade é que o Rav me disse que na maioria dos casos, provavelmente 90% deles, nós fizemos coisas podres o suficiente nesta vida para merecer todo o caos agora bem na nossa cara.

Às vezes, é um pouco fácil demais culpar a encarnação anterior pelos nossos problemas. Costumamos fazer isso porque realmente estamos apenas negando nossos atuais traços podres de caráter ao colocar a culpa em algum conceito  esotérico e abstrato como vidas passadas.

De qualquer forma, seja nesta ou em vidas passadas, quando geramos alguns raios significativos de Luz em nossas vidas, usando as ferramentas da Kabbalah, de repente nosso lixo começa a brilhar. Bem na nossa cara. Sob uma Luz crua.

Por quê?

Essa é a natureza da Luz. Faz com que todas as coisas, que estavam previamente escondidas, de repente brilhem.

Alguma vez você já se sentou em uma sala onde o ar parecia limpo e claro? E então a luz do sol brilhou através das fendas na persiana e de repente você viu cerca de um trilhão de partículas de poeira que dançavam pelos raios de sol?

É o que acontece na Kabbalah. Esses raios de sol da Luz espiritual iluminam todas as partículas de poeira (traços egocêntricos e débitos cármicos) em nossas vidas. É por isso que os problemas estão de repente bem na nossa frente. Cabe a nós lidar com eles. Para assim limpá-los. Para arrumar a nossa bagunça e limpar o nosso quarto. O ego (a força chamada Satan) agora irá despertar dúvida, incerteza, raiva, frustração, tudo o que ele puder fazer para impedi-lo de limpar o espaço que é sua vida.

Se você desiste, a Luz se retira e a ilusão de uma existência limpa volta a existir em sua vida. Agora você está livre para ir alimentando o seu ego e viver uma vida de ilusão até que finalmente o caos te leve para baixo em alguns poucos anos, ou 10, 15 ou 50 anos mais tarde.

No entanto, se você resistir à tentação do ego de desistir e de ser uma vítima das circunstâncias, e se você se torna responsável ao usar os 72 Nomes, a Torá, o Zoharas conexões  e todas as outras ferramentas para limpar-se, logo essas partículas de poeira nos raios da Luz desaparecerão. Você terá mostrado grande coragem limpando tudo e saindo da tempestade e trabalhando em si mesmo.

Agora adivinhe o quê!

Agora aquela MESMA LUZ começa a aquecê-lo, alimentá-lo, banhá-lo em um caloroso e amoroso brilho que inflama profundo contentamento e satisfação dentro de você. E ao seu redor. E em sua família. E no seu negócio. Com seus amigos. E em toda a sua existência.

Você agora sabe o verdadeiro problema da Kabbalah. Ela nos obriga a enfrentar e lidar com nossos problemas, a fim de nos levarmos a uma solução, mais cedo ou mais tarde. Mais cedo é melhor, porque a Luz que se irradia a partir da realidade dos 99% é livre para nos trazer alegria e felicidade ao invés de uma visão dura e penetrante das partículas de poeira causadas pelo seu ego.

Então, abrace os seus problemas. Esse é o caminho mais rápido para se livrar deles. Mas você não pode resolver seus problemas intelectualmente. Você precisa tratá-los espiritual e fisicamente. Purificando-se. Limpando-se. Transformando-se. Isso significa mudar a sua natureza e remover os traços egocêntricos que fizeram todo este caos desagradável entrar em sua vida antes de tudo. Como você encontrará essas características? Quando os raios de Luz brilharem através das persianas, eles irão iluminar todas as suas características que precisam ser transformadas.

Não se preocupe se o caos parece totalmente aleatório no início e você não consegue entender a figura completa. Sua coragem e determinação e sua superação do medo e da incerteza que tentam fazer você desistir, tudo isso te limpa e te transforma de maneiras que você não pode imaginar.

Persistência é um poderoso agente de limpeza. Dar caridade, voluntariar, aprender mais, utilizar as ferramentas e lutar batalhas daqui pra frente, quando cada osso em seu corpo estiver gritando “Corra!”, é assim que se separam os homens dos meninos e as meninas das mulheres.

Seja um homem. Seja uma mulher.

Abrace os raios de Luz  ao revelar a poeira e lixo em sua vida.

E assista ao efeito que esses magníficos raios de Luz tem em sua vida após a bagunça ser limpa.

Que a Luz se torne sua fonte de milagres e bênçãos além de tudo o que você já viu.

Billy Phillips

Billy Phillips

Billy Phillips é aluno do Rav e da Karen Berg desde 1989. As opiniões expressadas aqui têm como base seu próprio aprendizado e 22 anos estudando a sabedoria da Kabbalah. Apesar de ser aluno do Kabbalah Centre, as visões e artigos que apresenta aqui se relacionam com sua experiência e refletem sua visão pessoal e não são uma representação oficial do Kabbalah Centre e de seus ensinamentos.

VOCÊ TAMBÉM IRÁ GOSTAR DESSES POSTS:

3 Responses

  1. Jania Maria Barbosa diz:

    Boa noite.

    Passei por esta limpeza espiritual quando fiz parte de uma comunidade evangélica pentecostal.

    Penso que isso acontece não soamente com estudantes da kabala.
    Durante 15 anos fiz parte dessa comunidade. Hoje não fazo mais.No início foi muito difícil,foi como se tivesse entrado no olho do furacão. Foi como se tivesse nascido de novo! Minha vida mudou muito, mas eu questionava muito certas intrepretaçõs do novo testamento. Depois que conheci a kabala, e tenho lido textos e ouvido palestras, o novo testamento está bem mais claro pra mim.

  2. O problema com a Kabbalah deixa de ser problema quando, paramos de colocar responsabilidade na Kabbalah e deixar entrar luz na nossa vida e assunirmos nossas escolhas: limpar os lixos da consciência ou deixá-la como está!

  3. Wadson Mendes diz:

    Sinceramente comigo aconteceu exatamente dessa forma, comecei a ler livros e artigos Kabalisticos e isso foi fascinante, mas , de repente as coisas vão tomando outros rumos, rumos religiosos, como espiritismo,budismo, vidas passadas, carmas.. essas coisas que nos deixam em dúvidas em relação ao estudo da Torah, que proibia esses ensinamentos no meio do povo israelita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imagem CAPTCHA

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>